Chega de mineração! Chega de impunidade! A vida pede socorro!

Chega de mineração! Chega de impunidade! A vida pede socorro! Irmã Neusa, do CPP, e Clarindo, do Mov. dos Pescadores Artesanais – 28/1/2019.

Em entrevista a frei Gilvander Moreira, Irmã Neusa do Nascimento, da coordenação do Conselho de Pastoral dos Pescadores/as (CPP), exige justiça profunda no caso do crime tragédia e genocídio da mineradora Vale e do Estado, a partir de Brumadinho, acontecido a partir do meio dia de uma sexta-feira, que se tornou Sexta-feira da Paixão, do dia 25/01/2019. Também o pescador Clarindo, do Movimento Nacional dos Pescadores e Pescadoras Artesanais, denuncia esse crime hediondo e clama por justiça. “Sempre pedimos que a irmã chuva venha para molhar a mãe terra e gerar vida, mas a partir de 25/01/2019, toda vez que chover na bacia do Rio Paraopeba, ficaremos preocupados, porque mais lama tóxica será empurrada para o nosso querido Rio São Francisco que já está na UTI. Basta de mineração!”, diz emocionado Clarindo.

Emília, do Instituto de Direitos Humanos (IDH), de Belo Horizonte, MG, contemplando o cenário desolador das barragens rompidas no crime hediondo que gerou um genocídio no Distrito de Córrego do Feijão, em Brumadinho, a partir do dia 25/01/2019. Foto: J. P. Santos.

*Filmagem de frei Gilvander, da CPT, das CEBs e do CEBI. Edição de Nádia Oliveira, colaboradora da CPT-MG. Belo Horizonte/MG, 19/12/2018.

* Inscreva-se no You Tube, no Canal Frei Gilvander Luta pela Terra e por Direitos, no link: https://www.youtube.com/user/fgilvander, acione o sininho, receba as notificações de envio de vídeos e assista a diversos vídeos de luta por direitos sociais. Se assistir e gostar, compartilhe. Sugerimos.