Carta para uma agenda

AGENDAEsta manhã fui surpreendido com um belo presente: o meu exemplar da agenda da ADUFPB de 2014. O encontro com este conjunto de folhas, fotos, frases, dias, luas e poemas (dentre os quais um meu, brevíssimo, quase já esquecido) deleitou-me e continuará a me deleitar, por vários motivos.

A capa dura, em um tempo de descartabilidade, evoca o que não morre. As frases, tão bem escolhidas, são mais do que frases brilhantes: mobilizam. E é necessário que estejamos em movimento para não morrer. Não o movimentismo idiota, tão manipulável pelos que ambicionam o poder.

Mas a mobilização interna e coletiva que gera a vida, dissipa a mesmice, ilumina cada pequeno dia do dia com a luz do amor e da razão. Venho de um encontro de terapeutas comunitários em Brasília, onde também re-encontrei parte da minha família argentina e nordestina.

A agenda que tanto me tocou, se parece tanto com a vida que me toca viver! Casas humildes, flores belas, pássaros formosos. Poesia. Quem viveria sem a beleza? Casas humildes: nasci em uma delas, na periferia de Godoy Cruz, Mendoza, Argentina. Chão de barro batido.

Água por perto. Flores. Os caminhos da vida me trouxeram ao Brasil, junto com meus irmãos, nos anos que deixaram marcas em tantas e tantos de nós, latino-americanos. Tempos de ditaduras. Hoje toda essa escuridão deu luz à minha vida. Meus filhos e filhas nos seus próprios caminhos.

A vida passou adiante. E uma agenda feita com amor e inteligência, tirou-me o sono nesta manhã. Precisei agradecer. São tempos de simplicidade. Tentar ver hoje a semente do amanhã. Obrigado ADUFPB. Obrigado, gente!

Caro amigo Rolando
Curtindo netos, já não sou tão assídua na internet, mas ao vê-lo falar na Agenda, gostei (como sempre ) da maneira que abordou o assunto. Sempre tive agenda e acho que e uma companhia onde a gente registra compromissos, lembretes, mensagens etc. E quando a poesia nos acompanha , unimos a utilidade a beleza e ao encantamento
Um grande abraço e espero que ate dia 15 em nossa reunião
Um abraço em Maria
Magdala

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *