Boris Casoy despreza garis e Lula

O preconceito de classe do “jornalista” Boris Casoy não se manifestou apenas contra os garis, que foram humilhados no Jornal da Band na virada do ano. Na ocasião, um vazamento de áudio permitiu ouvir a sua frase elitista: “Que merda. Dois lixeiros desejando felicidades… do alto das suas vassouras… Dois lixeiros. O mais baixo da escala do trabalho”. Na seqüencia, ele até pediu desculpas, com cara de sonso, pelo “vazamento”, mas não por suas idéias discriminatórias.

Direitista convicto, acusado de ter integrado o Comando de Caça aos Comunistas (CCC) durante os anos de chumbo da ditadura militar, Boris Casoy sempre teve “nojo de povo” – como o ex-presidente João Batista Figueiredo. Ele sempre atacou os trabalhadores e suas lutas por direitos. Esse ódio de classe ficou ainda mais explícito na gestão do presidente Lula – não por seus erros e limitações, mas sim por seus méritos, como as políticas de inclusão social. Para este capacho das elites, era totalmente inadmissível um operário, ex-sindicalista, ocupar o Palácio do Planalto.

Serviçal dos demos no impeachment

Durante o chamado “escândalo do mensalão”, o banqueiro Jorge Bornhausen, presidente do ex-PFL, atual demo, chegou a cogitar que Boris Casoy liderasse o pedido de impeachment de Lula. A coluna “Painel” da Folha de S.Paulo registrou a tramóia em 9 de abril de 2006: “A oposição já busca na sociedade civil um nome para encabeçar o pedido de impeachment de Lula, assim como Barbosa Lima Sobrinho fez com Fernando Collor… Miguel Reale Jr., ex-ministro da Justiça de FHC, e o jornalista Boris Casoy estão cotados para subscrever a peça [do impeachment]”.

Dias antes, em 28 de março, no mesmo veículo golpista, Casoy já havia pregando a derrubada de Lula. O artigo parece ter sido encomendado por políticos mais sujos do que pau de galinheiro, como Bornhausen, o falecido ACM e o governador Arruda. Intitulado “É uma vergonha”, ele era raivoso e mentiroso: “Jamais o Brasil assistiu a tamanho descalabro de um governo… Há, desde o tempo do Brasil colônia, um sem número de episódios graves de corrupção e incompetência. Mas o nível alcançado pelo governo Lula é insuperável… Todos os limites foram ultrapassados; não há como o Congresso postergar um processo de impeachment contra Lula”.

Lula não caiu; e Casoy?

Metido a mentor da oposição de direita, Casoy ainda tentou pautar os políticos, exigindo pressa na ação golpista. “O argumento para não afastar Lula, de que sua gestão vive os últimos meses, é um auto-engano”. Serviçal dos barões da mídia, ele também explica uma das razões do seu ódio. “Lula passará à história como alguém que procurou amordaçar a imprensa”. E insistia: “Neste momento grave, o Congresso não pode abdicar de suas responsabilidades, sob o perigo de passar à história como cúmplice do comprometimento irreversível do futuro do país. As determinantes legais invocadas para o processo de impeachment encontram, todas elas, respaldo nos fatos”.

A escalada golpista não obteve sucesso. Lula foi reeleito e hoje goza de popularidade recorde. Já o “jornalista” Boris Casoy, que gritou pelo impeachment, corre o risco de ser defenestrado. Alguns setores da sociedade já exigem o “impeachment” do âncora do Jornal da Band! Outros propõem, com base nos artigos da Constituição que condenam qualquer tipo de discriminação, que ele seja obrigado a prestar serviços comunitários, varrendo ruas, como forma de se redimir pela agressão aos garis. O seu preconceito de classe não diminuiria. Mas, ao menos, seria muito divertido!

.

[Leia outros textos no blog do Miro: http://altamiroborges.blogspot.com/]

Descobri este blog hoje, este texto assino embaixo. O preconceito do Boris Nazi Casoy é o mesmo que permeia boa parte da nossa elite. Boicote total ao jornalista e à TV que o emprega, já não leio a Veja, a FSP agora também não assistirei à Band!

  • Geraldo
    11/01/2010 at 10:41Em todas as profissões, existem os bons e os maus profissionais.O cidadão a quem nos referimos, faz parte da banda podre,hipócrita,da escória, ou seja, caiu de para-quedas, em uma categoria, onde existem profissionais de gabarito,(o que não é o caso dele).Felizmente,na minha casa, ele não entra, pois tenho o livre arbítrio de mudar de canal, e não escutar as frases feitas e a voz de taquara rachada desse idiota.Fica aqui, o meu repúdio, a um cara que se diz “profissional de imprensa”.Brincadeira/////////.

    #2809

  • Lamentavel este tipo de comentario do Sr. Bóris Casoy que ridicularizou uma classe que trabalha com orgulho do que faz e serve a sociedade. Infelizmente a boca fala do que o coração esta cheio, e este cidadão só pode ter amargura não merecendo ser uma jornalista que apresenta um telejornalismo como o da Band. Pretendo tambem não assistir mais este cidadão na televisão.

  • CQC SERÁ QUE COLOCARÁ O “CAMARADA” DE EMISSORA DO BORIS CASOY NA BERLINDA HAHAHAH A DUVIDO – BÓRIS CASOY HUMILHOU OS GARIS E JORNAL DA BAND PRA MIM PERDEU CREDIBILIDADE, A BANDEIRANTES FECHOU OS OLHOS !!! CQC CADÊ VC…



    Picareta é a Band! MANDA O CARA EMBORA CARAMBA !! É O MESMO QUE DEFAMAR UM NEGRO !! UM ALEIJADO !! SE FOSSE COMIGO…AFF!!! ESSE BORIS É CHEI ODE ” COISAS” QUERO VER ELE DAR LIÇÃO DE MORAL EM MAIS ALGUÉM NO AR COMO DEU NO PRESIDENTE LULA…E A GARGALHADA DO CARA!! A GLOBO MANDARIA EMBORA!! MAS A BAND DEVE TER O “RABO PRESO” COM O CARA, DIREITOS TRABALHISTAS, ACÕES E PARTICIPAÇÕES, ETC…ALÉM DA AUDIÊNCIA !!! ISSO É UMA VERGONHA !! VÁ SE APOSENTAR E DÊ O LUGAR PRA OUTRO!! VC JÁ TÁ CHEIO DA GRANA !!! E O “COLEGA” DATENA , NEM COMENTOU TAMBÉM…CAIU PONTINHOS EM MINHAS RETICÊNCIAS

  • Bóris Casoy é um imbecil, um otário. Não é a primeira vez que ele ofende categorias profissionais, mas desta vez foi fora do ar, e ele pegou pesado. Mostra todo seu desprezo enquanto elemento ridículo que é. Se fôssemos um país sério, esse canalha já teria sido demitido a pontapés da Band, escurraçado e esquartejado. Morte para Bóris Casoy!!!

  • O Sr. Casoy não ofendeu apenas os garis, ofendeu quase que a totalidade da população brasileira. Ser humano menor merece o pior.

  • Nossa, eu devo admitir que desconhecia o Boris e admirava as críticas e o bordão “isso é uma vergonha”.

    mas depois dessa dos garis, fui dar googleada, e realmente vejo seu passado foi um pagina suja.
    esse nojo pela classe dos trabalhadores e seu direitos, seu passado no CCC e o apoio a ditadura(que ele diz negar) sendo também acessor do ministro no governo medici.

    Casoy deveria dizer “eu sou A Vergonha”

  • Boris Casoy passou pela Record, onde ao final desentendeu-se com os Pastores;
    naquela emissora ele tecia críticas, inclusive, à Revista Veja; com seu prestígio, ele fez a Band amargar os últimos lugares em audiência. Depois ele foi para uma TV Pública, para onde ele arrastou seus fãs, em prejuizo das TV´s Comerciais. Assim, ele se transformou em um MONSTRO de audiência, capaz de mudar, sozinho, o grau de aceitação de qualquer emissora. Sua destruição foi arquitetada pelo próprio sistema do qual fazem parte a Band e a Veja. Alguém que o considerava hipócrita e sabendo que ele faz comentários ao apagar das luzes, “inadivertidamente” ou por pura diversão, deixou o canal de som aberto. O Monstro caiu na armadilha! Agora ele continua fazendo parte do Jornalismo daquela Emissora, onde sua imagem será atacada e suas opiniões desconsideradas. Ele será mantido ali até que deixe de ser um Monstro de Audiência. Ao ir embora, seja por demissão ou voluntariamente, não será mais uma unanimidade, não fará com que outra emissora seja destaque de audiência. Veja e Band conseguiram sua vingança.

  • Boris Casoy não ofendeu ninguém. O gari por si só já é uma ofensa. Boris Casoy merece meu respeito incondicional! Ele apenas falou a verdade sobre os garis. Se eles não fossem merda humana, não ganhariam uma miséria como salário no fim do mês.

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *