Bolívia quer dobrar preço do gás natural fornecido ao Brasil

Folha Online – O encarregado de negócios da Bolívia no Brasil, Pedro Gumucio, disse hoje, em Brasília, que o seu país não abre mão de aumentar o preço do gás. Gumucio sinalizou que o valor pode chegar ao pago pelos Estados Unidos, de US$ 7 por milhar de metros cúbicos, oque representaria mais que o dobro dos US$ 3,13 pago atualmente pelo Brasil. “Nós esperamos um incremento do custo do gás que hoje está defasado. Nos Estados Unidos o preço é de US$ 4, US$ 6, US$ 7 por milhar de metros cúbicos”, disse.

Segundo Pedro Gumucio, se a medida vai significar aumento de preços para os consumidores brasileiros, não é de responsabilidade do governo da Bolívia. Ele recomendou que o presidente Lula siga o que fazem os seus colegas da Bolívia e Venezuela e reduza os impostos cobrados sobre o gás para evitar aumento de preços.

“É errado dizer que inevitavelmente haverá aumento de preços do gás no Brasil. Essa é uma decisão que caberá ao governo brasileiro. A Bolívia e a Venezuela, por exemplo, cobram impostos mínimos sobre o combustível para que os consumidores tenham acesso ao petróleo”, afirmou. “A gasolina na Bolívia é três vezes mais barata do que a cobrado no Brasil”, continuou. Leia mais no MídiaMax.