Biblioteca: Frei Betto (2000 a 2004)

Direito de pensar
Frei Betto, 27 de setembro, 2004. O neoliberalismo, que se esforça em preparar o funeral da história, insiste em que devemos deixar de pensar. Devemos redizer nossas palavras e submeter o pensamento ao pragmatismo tão em moda, como a arte da prosperidade.

Elixir da juventude
Frei Betto, 23 de agosto, 2004. Há 5 mil anos, a medicina investiga a cura da calvície e o elixir da eterna juventude. Os calvos ainda aguardam. O outro objetivo foi alcançado. Não na forma de drágea que se compra na farmácia, mas em algo muito melhor: a boa forma física e a convicção.

O porre do presidente
Frei Betto, maio de 2004. O NYT pretendeu minar a honra e a autoridade de nosso presidente, porque este obrigou a Casa Branca a conter a sua sanha na Venezuela e em Cuba. Nosso governo restaurou o Mercosul, aproximou-o do Grupo Andino, e não apoiou a invasão do Iraque. O ministro Celso Amorim não fica descalço quando ingressa nos EUA, como o fazia o ministro das Relações Exteriores de FHC.

Dez conselhos para os militantes da esquerda
Janeiro de 2004

Cuba resiste, solidariamente
4 de janeiro, 2004

Ensina a teu filho
Janeiro de 2004

Bom jornalismo
21 de dezembro, 2003

Carta al Che Guevara
12 de octubre, 2003

Pobre política
2 de agosto, 2003

Terra encharcada de sangue
25 de julho, 2003

O boné e o latifúndio
10 de julho, 2003

100 dias de Lula
9 de abril, 2003

Sementes de Girassol
31 de dezembro, 2002

E agora, Lula?
30 de outubro, 2002

Valores de uma Nova Civilização
22 de março, 2002

Laços de família
5 de dezembro, 2001

Os deuses não salavaram a América
26 de novembro, 2001

Por que pagar a dívida e(x)terna?
29 de agosto, 2000