África-Brasil, Ancestralidade e Expressões Contemporâneas

Mostra valoriza a arte negra brasileira e homenageia a memória de Abdias Nascimento

Abertura dia 7 de outubro no Centro Cultural Justiça Federal. Grátis

 

O Ipeafro – Instituto de Pesquisas e Estudos Afro-Brasileiros – realiza no Centro Cultural Justiça Federal, Rio de Janeiro, a exposição “África-Brasil, Ancestralidade e Expressões Contemporâneas”.

A mostra apresenta uma abordagem áudio visual das civilizações africanas e sua história, bem como da criatividade plástica que expressa o saber, a tradição e a simbologia epistemológica dos povos africanos na sua expressão plástica brasileira atual. O legado africano se expressa em duas vertentes: a cultural-artística e a dimensão política de defesa dos direitos humanos dos povos negros escravizados e discriminados.

A exposição, que integra uma ação contínua no campo da educação promovida pelo Ipeafro, homenageará a memória do recém-falecido pintor, poeta, escritor e professor universitário Abdias Nascimento, que também foi senador, deputado federal e duas vezes secretário do Governo do Estado do Rio de Janeiro. Apresentará o trabalho das instituições que ele criou desde o Teatro Experimental do Negro (1944) e o Museu de Arte Negra (1950) até o Ipeafro (1981-presente).

 

 

Baseada no conteúdo do acervo Abdias Nascimento / Ipeafro, a mostra reúne pinturas de Abdias e de quatro artistas convidados, bem como peças criadas pelo Ipeafro como a Linha do Tempo dos Povos Africanos onde está ilustrada como os africanos produziram cultura e conhecimento durante milênios em liberdade e soberania.

Os artistas convidados que integram a mostra são José Heitor da Silva (escultura em madeira), Sebastião Januário (pintura), Luiz Carlos Gá (design gráfico) e Maurício Pestana (cartuns e cartazes). Iléa Ferraz comparece com o prêmio que ela criou e que foi outorgado a Abdias Nascimento em 2007.

Durante a temporada haverá visitas guiadas para escolas e organizações comunitárias com monitores capacitados.

No evento de abertura, dia 7 de outubro às 19h está previsto o lançamento de dois livros: Pestana, 30 Anos de Arte pela Igualdade, com uma a retrospectiva da obra de Maurício Pestana em 3 volumes e Ações Afirmativas: Análises jurídicas, publicação organizada por Renato Ferreira. E no dia 16 de novembro está previsto o lançamento do documentário Abdias Nascimento – produção da TV Câmara, com roteiro e direção de Fernando Bola, e com exibição em várias sessões a partir de 15h.

 

Serviço:

Exposição África-Brasil, ancestralidade e expressões contemporâneas.

Homenagem a Abdias Nascimento

Artistas convidados: José Heitor da Silva (escultura em madeira), Sebastião Januário (pintura), Luiz Carlos Gá (design gráfico) e Maurício Pestana (cartuns e cartazes).

 

Centro Cultural Justiça Federal

Avenida Rio Branco, 241 – Centro – Rio de Janeiro. Tel. 21-3261-2550

 

Curadoria: Elisa Larkin Nascimento. Design museográfico: Afonnso Drumond

Realização: Ipeafro | Fundo Nacional de Cultura | Ministério da Cultura | Governo Federal

 

Abertura da exposição e lançamento dos livros: 7 de outubro às 19h.

Visitação à exposição: 8 de outubro a 4 de dezembro de 2011. Aberta ao público de de terça a domingo, das 12h às 19h. Entrada franca

 

Visita orientada com a curadoria: 4 de novembro, às 17h30

Visitas guiadas: de 18 de outubro até 02 de dezembro, com agendamento prévio no setor educativo do CCJF – tel.: 21-3261-2550, de segunda a sexta-feira das 13h às 17h.

Comentários

comentários