Acampados e assentados do Rio Grande do Sul realizam curso de saberes populares e saúde coletiva

Por Antônio Kanova

Sob o lema “Deixe que teu alimento seja teu remédio e que teu remédio seja teu alimento”, curso de saúde popular foi realizado entre os dias 24 e 28 de março.

Agricultores do Rio Grande do Sul participaram da atividade de formação em saúde popular, que ocorreu entre os dias 24 e 28 de março, no assentamento Rondinha, município de Jóia, interior do estado.

O curso possibilitou a troca de experiências de saberes populares na área da saúde, e o debate sobre a relação do ser humano com a natureza. Os participantes aprenderam sobre os princípios ativo das plantas e o efeito na cura de problemas de saúde e a manipulação de remédios fitoterápicos.

Além do cuidado com a saúde, os participantes discutiram sobre a necessidade de convívio harmonioso entre o homem e a natureza na produção de alimentos e ervas medicinais.

“Retomar a cultura da relação do homem com a terra, o respeito, o cuidado e o bem viver com a terra é fundamental”, afirmou Sérgio Reis, dirigente estadual do Coletivo de Saúde.

“O movimento espera que as pessoas se apropriem dos conhecimentos, para que depois possam reproduzir no cuidado com a militância, em seus diversos espaços de atuação”, afirmou Reis.

Editado por Leonardo Fernandes

Fonte: MST
http://www.mst.org.br/2017/03/31/acampados-e-assentados-do-rio-grande-do-sul-realizam-curso-de-saberes-populares-e-saude-coletiva.html

Share

Comentários

comentários