Estudantes promovem atos contra a LGBTfobia e racismo

lgbtfobia111197242Para dizer não à onda conservadora que assola o país e que se faz presente nas universidades com a frequente ocorrência de crimes LGBTfóbicos e racistas, estudantes universitários realizaram diversas atividades e manifestações, rechaçando as ações de intolerância e ódio.

O diretor LGBT da União Nacional dos Estudantes (UNE), Augusto Oliveira, explica que as mobilizações que vão acontecer no país, vem pra confrontar todo tipo de opressão que acontece dentro dos âmbitos institucionais e acadêmicos, o racismo é a LGBTfobia não combinam com essa nova cara da universidade brasileira, um universidade que já está sendo e que a cada dia vai ser mais popularizada.

“Precisamos, mais do que nunca, nos posicionar a favor do respeito e do livre jeito de ser e amar. Episódios como o ocorrido que ceifou a vida do companheiro Diego na UFRJ, não pode mais se repetir. E que pra isso jamais aconteça novamente somente nos dando as mãos e indo lado a lado as trincheiras de lutas!”, destacou.

Crimes de ódio

Na últimas semanas, crimes de intolerância ocorreram em universidades. Em Brasília, um grupo de extrema direita invadiu no dia 17 de julho o centro acadêmico de Ciências Sociais da Universidade de Brasília (UNB) vestidos de preto e armados. O grupo lançou bombas caseiras e gritava “Bolsonaro”.

Já na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o estudante Diego Vieira Machado foi encontrado morto neste domingo (2) com sinais de agressão. Investigações apontam que Diego, negro e gay, sofria ameaças e perseguições LGBTfóbicas e racistas.

(07-07-2016)

Fonte: Vermelho
http://www.vermelho.org.br/noticia/283347-8

Share

Comentários

comentários