O mais do mesmo não será bem-vindo

O blogue Náufrago da Utopia está priorizando a discussão de questões inerentes à refundação da esquerda e à fase de defensiva estratégica na qual acabamos de ingressar. 


Um agudo processo de crítica e autocrítica hoje é simplesmente imperativo, pois a derrota que acabamos de sofrer foi, em muitos aspectos, pior ainda do que a capitulação sem luta de 1964.


A reaglutinação de forças deve marchar paralelamente com a depuração moral, pois não conseguiremos reconquistar o respeito do cidadão comum se nossa imagem continuar associada à daqueles que, comprovadamente, tenham utilizado a atuação política para, de forma ilícita, perseguir objetivos pessoais como o enriquecimento e a conquista de status.


E, claro, como não adianta repetirmos o que deu errado na esperança de que na vez seguinte dê certo, temos de discutir quais as novas estratégias e táticas a serem adotadas, para substituírem as que chegaram ao esgotamento na atual década.


O espaço está aberto para todos que tenham contribuições pertinentes a oferecer, com este foco: o que vínhamos fazendo de errado e como deveremos agir daqui para a frente? 


mais do mesmo, evidentemente, não será bem-vindo, pois foi ele que nos reconduziu ao ponto de partida, obrigando-nos a começar de novo a lenta e longa trajetória para empurramos a pedra até o topo da montanha.