“Sensação de segurança”: Assaltos subiram no mês da ação do Exército no Rio

A presença de tropas do Exército em favelas do Rio de Janeiro durante 11 dias em março não provocou reduções significativas nos dez principais índices de criminalidade no Estado, informa da Folha de S. Paulo. Alguns itens tiveram aumento e as quedas não ultrapassaram os 13%. De acordo com as estatísticas divulgadas pela Secretaria de Segurança Pública, em março, ocorreram no Rio 3.499 roubos a transeuntes – o maior índice mensal desde 1991, quando a pasta começou a divulgar mensalmente as estatísticas –, um aumento de 21,7% em relação a março de 2005 que teve 2.876 ocorrências. O número de homicídios teve uma pequena queda. Já os de roubo e furto de veículos e latrocínios (roubo seguido de morte) se mantiveram estáveis. A matéria é de Mario Hugo Monken, na Folha de S. Paulo de 1/5/2006.

Revista diária fundada em 13 de maio de 2000.

Seções: Opinião.